.
.

Notícia da Cidade do Paulista!

.

Começa recuperação de áreas atingidas pelas chuvas em Paulista


Começa nesta segunda-feira a Operação Ajuda Cidadã para recuperar as áreas destruídas pelas chuvas no município de Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR). A comunidade Vila Fragoso, no Fragoso é a primeira a receber os serviços financiados com os recursos que seriam usados nas festas de São João, canceladas após as chuvas. Ao todo, quatrocentas e sessenta pessoas participam da operação avaliada em R$ 500Mil, entre trabalhadores, técnicos e apenados do sistema prisional.

A primeira fase da operação beneficia as quatro comunidades mais atingidas: Vila Fragoso, no Fragoso, Vila da Chesf, em Torres Galvão, Vila dos Canos, em Jardim Paulista, e Meia Lua, em Paratibe. O mutirão de ações que vai acontecer durante toda a semana, uma semana em cada comunidade, realizando serviços de recuperação das ruas, limpeza de canais e canaletas, assistência social e em saúde, para diminuir os prejuízos causados pelas chuvas, inclusive com perda de moveis, roupas, eletrodomésticos e até documentos.

A ação envolve as secretarias que fazem parte do Gabinete de Emergência: Segurança Cidadã e Defesa Civil, Infraestrutura, Saúde, Serviços Públicos e Políticas Sociais, além do Gabinete do Prefeito. A Infraestrutura disponibilzou duas escavadeiras, duas retroescavadeiras, seis caminhões caçamba, dois carros pequenos, além de 70 trabalhadores, sessenta deles reeducandos do sistema prisional do Estado. A Saúde escalou 300 pessoas entre agentes Comunitários de Saúde, técnicos em Vigilância Sanitária e Ambiental, Agentes Comunitários de Endemias, entre outros, para orientação e controle das doenças provocadas pelo mosquito Aedes Aegypti, escorpiões, roedores, além de atendimento médico e cadastro do cartão SUS.

Já a Defesa Civil atua monitorando as áreas e realizando ações educativas para proteção dos moradores de áreas de risco. A Assistência Social já atuou nestas comunidades, diagnosticando as necessidades das famílias e cadastrando os moradores para serem inseridos nos programas sociais. A assistência social, inclusive, desde o inicio está à frente de campanhas de arrecadação de donativos para as famílias atingidas.

Para agilizar as providências necessárias para restabelecer a normalidade na cidade, o município também teve situação de emergência decretada pela prefeitura. O temporal registrado no dia 30 de maio alcançou 204 milímetros em apenas 12 horas, o esperado para quase dois meses, deixando mais de 800 pessoas desalojadas temporariamente e mais de quatro mil famílias desabrigadas.

Fonte Diário de Pernambuco

Reviews

  • Total Score 0%
User rating: 0.00% ( 0
votes )



Comentários no Facebook